PORTIFÓLIO ATUALIZADO

AMAZONA TATTOO

Minha foto
Rua Araguari, 525 lj 20,em frente a Loja do Cruzeiro no city Shopping TEL: 33172539. E-MAIL aamazonatattoo@yahoo.com.br FACEBOOK: benaia.amazonatatuadora@facebook.com

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

BRUXA WICCA



BRUXA WICCA


A WICCA é uma Religião neopagã, iniciática, sacerdotal, com base de práticas na BRUXARIA Européia sendo, inclusive, chamada atualmente de “Bruxaria Moderna”. Suas práticas estão diretamente relacionadas aos ciclos Solar e Lunar e demais mudanças naturais. Foi desenvolvida na década de 50/60 a partir de estudos de um senhor inglês chamado Gerald Brosseau Gardner que interessado no ocultismo e na Bruxaria, começou a fazer pesquisas e buscar formas de praticar as religiosidades baseadas nesses sistemas. Gardner iniciou o processo de arrecadação de informação sobre os antigos cultos pagãos desde muito cedo, através de suas andanças pela Ásia e Europa. Naquele tempo as Leis contra a BRUXARIA ainda eram vigentes na Inglaterra. Na Década de 50, com o fim da última lei contra a BRUXARIA e demais práticas mágickas, Gardner lançou dois livros de grande importância para a volta da BRUXARIA ao cenário social - Witchcraft Today (1954) e The Meaning of Witchcraft (1959). Afirmando ter sido iniciado em um Coven (família/grupo) de BRUXAS tradicionais Britânicas, Gardner criou seu próprio grupo, e deu a suas práticas o nome de Wicca, utilizando o nome que ouvira de sua sacerdotisa. O termo WICCA vem do Inglês Arcaico Wicce/Wicca (feminino/masculino) expressões diretamente ligadas à magia e/ou aos seus praticantes servindo, dessa forma, para designar os praticantes de algum sistema de magia ou pessoas sábias. A WICCA é dividida em diversas tradições, cada qual desempenha um importante papel na divulgação da religião para os mais diferentes tipos de pessoas. Visto que cada tradição possui práticas e ideologias diferenciadas, mas que atendem a um padrão único relacionado à teologia e liturgia da Wicca. Para compreender toda a história, teologia, liturgia, e demais conceitos e práticas da Religião WICCA é necessário que o buscador dedique-se seriamente aos estudos, em livros, sites, comunidades e que posteriormente busque grupos sérios para se interar da religiosidade. Primeiro tenha uma base de conhecimento, para que assim possa reconhecer as boas informações e para que possa constatar quem é um verdadeiro sacerdote capaz de instruir satisfatoriamente os estudantes. FONTE O que é, e como ser Wicca - Bruxa ou Bruxo

As Bruxas acreditam e aceitam a Lei Tríplice, que determina que um ato sempre tem a resposta em efeito bumerangue. O que se faz retorna 3 vezes para o emissor, portanto tratam de gerar bons pensamentos e fazer todas as coisas sempre para o bem de todos os envolvidos.

Em que acreditam as Bruxas? O que é ser Wicca?

· Respeito na mesma proporção não só a seres humanos, mas para a Terra, animais e plantas.

· Realização dos Ritos no interior de um Círculo Mágico, pois os Círculo é um espaço sagrado.

· Convicção na reencarnação.

· Observação da mudança das Estações do ano, com 8 Sabás Solares e entre 12 e 13 Esbás Lunares(21 ritos anuais).

· Crença nos aspectos femininos e masculinos do Divino.

· Repúdio ao proselitismo, pois pessoas só se tornam Bruxas por escolhas própria.

· Igualdade à mulheres e homens, pois ambos são complementares, apesar de sempre a mulher ser enfocada.

· Importância aos "3 Rs" : REDUZIR, REUTILIZAR , RECICLAR.

· O sentido de servidão à Terra.

· Respeito por todas as Religiões e liberdade religiosa.

· O Repúdio por qualquer forma de preconceito.

· Conscienciosidade em relação à cidadania.

Respostas para as diversas deturpações atribuídas a Bruxaria.

Bruxas não acreditam nem honram a Deidade conhecida como Satã, pois o demônio é uma crença da Igreja Católica e de outras correntes do Cristianismo.

Bruxas não sacrificam animais ou humanos.

Bruxas não renunciam formalmente o Deus Cristão, apenas acreditam em outros aspectos divinos.

Bruxas ou bruxos não odeiam os cristãos, a bíblia ou Jesus, nem são anti-cristãos, apenas não são cristãos.

Nos Sabás e Esbás não são utilizadas nenhuma droga ou são feitas orgias sexuais.

Bruxas não praticam necessariamente Magia Negra.

Bruxas não forçam ninguém à fazer algo que agrida seus princípios e crenças.

Bruxas não profanam Igrejas Cristãs, hóstias ou bíblias.


Como tornar-se um praticante da Religião Wicca?

Desde que os seres humanos estão neste planeta o espírito tem escolhido seres com um dom especial para trabalhar com a magia. Em verdade todos podemos estudar ciências mágicas ou místicas, mas só poderemos praticá-las depois de muito conhecimento, dedicação e treinamento. Costuma-se dizer que o aluno encontrará seu mestre quando seja a hora e momento, e eu sempre digo que não são alunos, mas filhos adotados com a alma.

A Iniciação


Para ser um iniciado em Wicca é necessário que se estude a filosofia pelo prazo mínimo de um ano e um dia. O ano segue o Calendário Lunar de 13 meses de 28 dias, mais um dia, no total 365 dias. Daí vem a expressão "Um Ano e um Dia", pois, quando é iniciada, a pessoa estuda durante esse período para, depois, confirmar seus votos. O Calendário de 13 Luas também era usado pelos Maias, e é o que se afina melhor com os Ciclos da Terra. Para um praticante de Bruxaria é muito importante se afinar com as fases da Lua.

Quando o adepto se achar pronto para ser um(a) bruxo(a) - aceitando todos os princípios da bruxaria - pode buscar dois métodos de começar nesta filosofia pagã: através de autoiniciação ou ser iniciado por um bruxo(a) experiente e capaz.

fonte

Símbolos Wiccans

Na prática da arte da Grande-Mãe e seu Consorte, podemos acrescentar uma simbologia mágica que nos permite a melhor sintonia com os elementais. Para tanto, magos e bruxos de todo o mundo, através do conhecimento milenar puderam propagar esta simbologia que nos permite alcançar o efeito desejado em nossas práticas mágicas pessoais.

Cada símbolo com o passar dos séculos, foram incorporados na Arte Wicca, devido a sua eficácia - seja no contexto mágico ou religioso. Muitos destes símbolos são utilizados para a prática ritualísticas de bruxos e bruxas, servindo para focalizar a energia mágica bem como os instrumentos.

Na astrologia temos diversos símbolos que representam planetas e signos. A maior parte deles vem sendo também fortemente utilizados em Wicca. A seguir vou dispor dos principais símbolos e seus respectivos significados :


Ankh



É um antigo símbolo egípico que nos lembra uma cruz encimado por um laço. O Ankh simboliza a vida, o conhecimento cósmico, o intercurso sexual e o renascimento. Devemos lembrar que o Deus e a Deusa do maior do antigo panteão egípcio são representados portando sempre este símbolo. O Ankh também é conhecido por vários bruxos como "Cruz Ansata". Hoje em dia o Ankh é usado por vários bruxos contemporâneos para encantamentos e rituais que envolvem saúde, fertilidade e divinação .



Olho do Hórus

É um outro antigo símbolo egípico muito usado na feitiçaria moderna. Representa o olho divino do deus Hórus, as energias solar e lunar, e freqüentemente é usado para simbolizar a proteção espiritual e também o poder clarividente do Terceiro Olho.



Pentagrama


É um dos símbolos pagãos mais poderosos e mais populares entre os Bruxos e Magos Cerimoniais. O pentagrama (uma estrela de cinco pontas circunscrita num círculo) representa os quatro antigos e místicos elementos: fogo, água, ar e terra, superados pelo espírito. Em Wicca o símbolo do pentagrama é geralmente desenhado com a ponta para cima a fim de simbolizar as aspirações espirituais humanas. Um pentagrama voltado com duas pontas para cima é um símbolo do Deus Cornífero.



Selo de Salomão

É um antigo e poderoso símbolo mágico. Este símbolo consiste em um hexagrama de dois triangulos entrelaçados (um voltado para cima e outro para baixo). O selo de Salomão simboliza a alma humana, sendo utilizados por bruxos e magos cerimoniais para encantamentos, conjuração de espíritos, sabedoria, purificação e reforço dos poderes psíquicos. É um antigo e poderoso símbolo mágico. Este símbolo consiste em um hexagrama de dois triangulos entrelaçados (um voltado para cima e outro para baixo). O selo de Salomão simboliza a alma humana, sendo utilizados por bruxos e magos cerimoniais para encantamentos, conjuração de espíritos, sabedoria, purificação e reforço dos poderes psíquicos.



Suástica

É um antigo símbolo religioso formado pela cruz grega com braços em ângulos retos. Antes de ter sido adotada pelo nazismo, a suástica era um símbolo sagrado de boa sorte e de saúde na Europa pré-cristã e em muitas outras culturas pagãs em todo mundo, incluindo as orientais, egípcias e tribais das Américas. A palavra suástica origina-se do sânscrito (svastika) que significa "um sinal de boa sorte". Existem milhares de símbolos da suástica pelo mundo e o mais antigo de todos data do ano 12.000 a.C.



Triângulo

É um símbolo de manifestação finita na magia ocidental, sendo usado em rituais para invocar os espíritos quando o selo ou sinal da entidade a ser invocada está no centro do triângulo. O triâgulo é equivalente ao número três - número mágico poderoso - e é um símbolo sagrado da Deusa Tripa: Virgem, Mãe e Anciã. Invertido simboliza o princípio masculino.



Venus de Willendorf

Representa a fecundidade e a fertilidade. Ela se baseia nas primitivas imagens da Grande Mãe que, desde a Idade da Pedra, representam o poder mágico da alma feminina. Ela a senhora da fertilidade da terra e do espírito. Deve ser colocada perto da cama (para a fertilidade do casal), na mesa do escritório (para a fecundação de novos projetos) ou na sala (para a fertilidade das relações familiares).

Tridente

É um símbolo de 3 falos, ostentado por qualquer deidade masculina cuja função é unir-se sexualmente à Deusa Tripla. É utilizado principalmente em Grandes Rituais, Magia Sexual e rituais de fertilidade.

BRUXAS



A bruxa é um ser fantástico do mal, que persegue os outros seres fantásticos, seres humanos e os bichos da fauna natural.

A bruxa tem uma cara horripilante. Anda com roupas imundas e carrega um saco nas costas ou amarrado na cintura.

Costuma viver em ambientes úmidos e escuros, cercada de animais nojentos como baratas,

cobras, escorpiões, ratos, morcegos, piolhos,

carrapatos e vários tipos de mosquitos, como a mosca-varejeira, a muriçoca e os borrachudos.

Em cada continente há uma raça de bruxa assustando as crianças. No Brasil existe a cuca, a mulher do bicho-papão, que é mencionada nas cantigas de ninar.

Tradicionalmente a comida predileta das bruxas é a sopa de miúdos de porcaria.

Nessa sopa entra de tudo:

perna de rã, rabo de cobra, minhoca, unha de macaco, banha de porco-espinho, miúdos de anta, alho, sal grosso, pimenta malagueta e toucinho.

É nessa sopa que elas colocam as suas vítimas, humanas ou não, para "engrossar o caldo".

As bruxas tornaram-se populares a partir de suas participações nos contos de fada como personagens coadjuvantes ou secundárias.

Em "João e Maria" há uma velha ardilosa que constrói uma casa de doce para atrair os dois irmãos. Em "Branca de Neve" a madrasta é uma verdadeira bruxa, com seu espelho mágico e com a mania de mandar maçã para Branca, ainda por cima envenenada.

Atualmente existem bruxas? Em grande quantidade. Entretanto, tornaram-se inofensivas diante de tanta violência das cidades.

Algumas, como Malva, Malvina e Malvona, preferem, a sair na rua, ficar em casa assistindo às novelas, fazendo tricô ou lendo histórias de terror.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...